}

sábado, 11 de novembro de 2017

quinta-feira, 2 de novembro de 2017

[RESENHA] Soppy, os pequenos detalhes do amor - Philippa Rice


A resenha mais fofa que vais ver por aqui hoje!.

Soppy 

Os pequenos detalhes do amor


Philippa Rice
Título original: Soppy: A Love Story
Tradutor: Gustavo Figueiredo
ISBN: 978-85-68432-64-8
Ano: 2016
Páginas: 112
Idioma: Português
Editora: Fábrica 231 (Selo de entretenimento da Editora Rocco Ltda)



A artista Philippa Rice e seu namorado, o ilustrador, Luke Pearson moram juntos em Nottingham. Desde o início do relacionamento Philippa se habituou a ilustrar e compartilhar o dia a dia do casal com traços delicados e divertidos. O preto, branco e vermelho fizeram tanto sucesso que surgiu o livro. Soppy já começa estampado com Luke e uma dedicatória para ele. Nas próximas páginas, o leitor descobre como eles se conheceram, como foram os primeiros encontros, e como passou a ser a convivência dos dois. Quando pensamos em um casal morando juntos, tendo que dividir tantas tarefas do dia a dia podemos acabar caindo na imagem de rotina tediosa, cansativa, estressante e esquecemos do elemento básico: O AMOR. Não só ele, mas todos os detalhes embutidos nele. Ler um livro ao lado da pessoa amada, dividir as atividades de casa, pagar contas, levantar juntos para conferir o que é aquele barulho no meio da noite, aprender as manias do outro, escolher o lado da cama, é gratificante compartilhar sua morada com o amor. É o amor que amansa, acalma, alivia, anima, fortalece, estimula, encoraja, sustenta, alenta, conforta. E faz a vida valer muito mais a pena. Tudo isso ficará explicito nas páginas quando vemos os dois abrindo espaço um para o outro, na estante, na casa, na vida. Soppy é um romancezinho bobo, clichê, muito fofo e cheio de semelhanças com quem divide um lar com a pessoa amada. Se tivesses que contar o seu dia a dia em um livro como seria? Lembraria-se dos detalhes e pequenos gestos? Se anda esquecendo-se deles, ou mesmo se lembra, conheça essa história, apaixone-se e inspire-se! P.S.: Duvido que não o devore inteirinho de uma vez e depois saia relendo diariamente algumas páginas.